Skip Navigation LinksFuzileiros > PT > Unidades > Destacamento de Ações Especiais


Destacamento de Acções Especiais
 

 
 
 
 
Missão
 
Ao Destacamento de Acções Especiais (DAE) compete:
Realizar incursões anfíbias, reconhecimentos, operações encobertas, destruições, remoção de obstáculos e outras acções, incluindo a utilização de explosivos, quer em actuação isolada, quer em apoio de outras unidades inseridas numa operação anfíbia.
Executar acções de intervenção em plataformas, navios e embarcações na área de jurisdição marítima nacional, visando a segurança de passageiros, tripulantes e navios contra actos ilícitos de natureza criminosa.
Executar acções de recuperação de pessoas ou prestação de cuidados humanitários urgentes em plataformas ou locais de difícil acesso ou elevado risco, na área de jurisdição marítima nacional.
Efectuar o reconhecimento, destruição e inactivação de engenhos explosivos convencionais de âmbito terrestre, em actividades de formação, treino e intervenção operacional que lhe são próprias.
Realizar outras acções no âmbito das missões da Marinha.
Como decorre das missões podem ser chamados a executar um vasto conjunto de acções no mar e em terra, que envolvem perícias excepcionais e comportam riscos consideráveis, quer em apoio de outras forças, quer actuando como unidade independente.
Tendo em vista a actuação do DAE, a sua projecção é através de meios navais de superfície, submarinos e aéreos de diversa natureza, com recurso, nomeadamente, a técnicas de mergulho e de pára-quedismo entre outras considerando sempre o vector mar-terra.
Como Unidade de Operações Especiais dotada de grande flexibilidade e autonomia de acção, dispondo de elevado potencial de  combate resultante da utilização de técnicas de combate específicas a executar de forma dissimulada, e de equipamento de grande eficácia e sofisticação, exigindo elevados padrões de aptidão, treino e destreza individual e colectivo. Os elementos que integram esta unidade são apenas Fuzileiros dos quadros permanentes com elevada experiência operacional.
Dada a natureza das suas acções, a admissão de candidatos é bastante restrita e selectiva, pelo que apenas uma pequena percentagem (5 a 10%) consegue ingressar no efectivo da unidade.
A selecção é bastante criteriosa, feita através de um conjunto de provas de avaliação física, técnica e psicológica e obtém as seguintes qualificações individuais:
· Operações Especiais
· Mergulhador nadador de ombate (circuito fechado)
· Inactivação de engenhos explosivos convencionais - ramo terrestre
· Socorrismo avançado
· Demolições, minas e armadilhas
· Pára-quedismo militar de abertura automática ou manual
· Tiro de combate
· Condução de viaturas tácticas
· Patrulhas de reconhecimento de longo raio de acção
· Inactivação de engenhos explosivos improvisados
· Sapadores
· Comunicações
· NBQ- Nuclear, biológico e químico
· Vigilância e contra-vigilância do campo de batalha
· Sniper
· Abandono de aeronaves em imersão
· Tiro
· Combate Corpo-a-Corpo
· Montanhismo/Salvamentos
· Fast Rope/Helicast/Rappel